ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Writers Room / Sala de Roteiristas. Como Funciona.

29.12.2015

 

Já teve curiosidade em saber como sua série favorita é escrita? A Writers Room, ou Sala de Roteiristas, como é conhecida no Brasil é onde a magia acontece e as idéias se tornam episódios.

 

O dia a dia de um Staff Writer é corrido e ocupado, quase não sobra tempo pra nada. Você é um funcionário da empresa, assim como qualuer outro. Bate o ponto na chegada e na saída. Você trabalha mais do que as oito horas normais e ainda leva trabalho pra casa. Durante a duração da temporada, você não terá vida social, vai se alimentar mal e dormir pouco, mas no final tudo vai valer a pena.

 

A Sala de Roteiristas é um ambiente de colaboração. É uma mesa redonda onde todos os roteiristas têm voz e podem opinar e dar idéias para o desenvolvimento da série. A sala normalmente é formada por dois ou mais roteiristas Seniors e o restante da mesa composto por Roteiristas Juniors. Os Seniors são os responsáveis por filtrar as idéias, separar as boas das ruins e distribuir tarefas para os demais. Os Juniors são responsáveis pelo trabalho pesado.

 

O Roteirista Junior chega para o início da semana com as idéias que ele já preparou em casa. No início do dia os Seniors vão passar as informações executivas, como os índices de audiência, resposta do público, quais personagens precisam de mais tempo de tela, etc. Essas decisões vêm de cima, da parte executiva do studio que possui um departamento inteiro dedicado apenas a esse tipo de pesquisa de público.

 

Depois disso, todos os roteiristas vão expor suas idéias, um de cada vez. As idéias são escritas no quadro e cada um tem a chance de contribuir. O resto da manhã eles vão passar discutindo e definindo qual o melhor caminho a seguir. De todas as idéias, eles vão escolher uma, mas nesse meio tempo vão incorporar elementos de outras idéias, de forma que fique claro o que precisa ser feito.

 

Pausa para o almoço e volta para o segundo tempo, onde começa todo o processo de novo, mas para os episódios seguintes. Nesse ponto, o arco geral da temporada já foi definido. Todos sabem o ponto de partida e o ponto de chegada e o trabalho agora é fazer a ligação entre eles. A sala vai planejar os próximos dois episódios.

 

Fim do expediente, mas não do trabalho. O roteirista vai pra casa e senta no computador. Começa a escrever as cenas que recebeu e já prepara as idéias para levar no dia seguinte.

 

O resto da semana é gasto afinando o episódio, tendo certeza que tudo se encaixa, que todos os elementos narrtivos estão presentes, que cada personagem tem seu tempo de tela sem exceder o limite de locações.

 

Na quinta-feira, o primeiro tratamento é enviado para os executivos, que vão ler e mandar de volta junto com seu feedback e as mudanças necessárias. O roteiro volta e a sala vai quebrar a cabeça para acatar todas as exigências do executivo. O que não der pra ser terminado na sexta, cai para o sábado. no domingo o roteiro, pronto ou não deve estar na mesa do Diretor de Criação, já que segunda começa o próximo episódio

 

Muitas vezes os roteiristas devem se adaptar a situações de emergência. Imagine que você chega para trabalhar em uma quarta-feira e descobre que o protagonista da série sofreu um acidente e quebrou a perna. Vocês têm três dias para bolar uma solução e escrever no roteiro de modo que o ator tenha tempo de se recuperar e a audiência não note sua falta. Isso significa adiantar episódios e cenas já filmadas e reescrever os próximos episódios para que a série não pare. Talvez aumentar aquela trama paralela, ou criar uma situação onde o protagonista está preso ou incapacitado e os outros personagens tenham que resgatá-lo.

 

Vez ou outra vem a notícia do executivo que a série extrapolou o orçamento e que para diminuir os gastos, os roteiristas terão que criar dois episódios minimalistas, que possam ser produzidos com recursos mínimos e poucos atores. Nessas horas a sala se junta para criar episódios centrados em um ou dois personagens, com conflitos internos e locações limitadas. Garanto que você já viu um episódio assim em sua série favorita. Aquele em que a trama parece diminuir de ritmo para contar uma história menor e desenvolver um personagem.

 

O caminho para se tornar um staff writer é primeiro de tudo, se especializar. Você precisa dominar o formato, as técnicas narrativas e o padrão de TV, seja Cabo ou Aberta. Se sua ambição for ser roteirista de uma série americana, precisa dominar o inglês. E digo mais, não basta ser tão bom, você têm que ser MELHOR do que eles o tempo todo. Ninguém quer um roteirista cujo trabalho tenha que ser constantemente revisado e reescrito.

 

Você pode entrar no mercado como um Script Reader, ou Fazendo Script Coverage, no fim das contas é tudo a mesma coisa.; O Reader é o profissional que você, como escritor, mais odeia no mundo.

 

Sabe aquele roteiro que você mandou para uma produtora com todo capricho e nunca obteve resposta? Já ficou se perguntando se seu projeto chegou ao menos a ser lido? Se sim, por quem?

 

A resposta é esse cara, o Reader. Ele é o responsável por ler as centenas de roteiros que a produtora ou studio recebe toda semana e separar entre os bons (Check) e os ruins (Pass).

 

E quem é esse cara que tem o poder de julgar um projeto e decidir o futuro de um roteirista iniciante? Ele é um especialista? De certa forma, sim. O reader é normalmente um recém formado de Roteiro que quer entrar no mercado de TV. Imagine, é um trabalho horrível, ser obrigado a ler centenas de roteiros, dos quais 95% são puro lixo é uma coisa que ninguém quer fazer. Mas é justamente assim que você prepara um roteirista para a Sala. Lendo roteiros e sabendo identificar o que funciona e o que não funciona é uma habilidade essencial para qualquer Staff Writer, e depois de um bom tempo trabalhando como reader, talvez você seja promovido a Junior Writer.

 

O trabalho do Reader vai ser assunto pra outro post, mas é importante entender como funciona o mercado norte americano, principalmente para aqueles que sonham em um dia trabalhar aqui.

 

 

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com