ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Estruturando seu Roteiro - O Modelo de Blake Snyder

03.08.2019

 

 

Blake Snyder, roteirista e autor escreveu o guia Save the Cat (Salve o Gato), um dos manuais que estudei durante minha especialização em roteiro. Snyder era um mestre em identificar e analisar padrões narrativos. Entre suas lições, ele fala um pouco de seu modelo de BEAT SHEET, e é isso que vamos analiasr aqui hoje.

 

Assim como os 7 Pilares da Narrativa e a Jornada do Herói, A Beat Sheet de Blake Snyder é um modelo que pode ser aplicado e adaptado de acordo com as necessidades do roteirista. Experimente o modelo de Snyder, adapte-o até que encontre uma estrutura que funcione para você.

 

Snyder dividi seu longa-metragem em 15 Beats, ou conjunto de cenas. Estes são os pontos chave da narrativa.

 

1- Imagem de Abertura (Pag. 1)

2- Declaração do Tema (Pag 5)

3- Set Up (Pag 1-10)

4- O Catalisador (Pag 12)

5- O Debate (Pag 12-15)

6- Quebra do Primeiro Ato (Pag 25)

7- Trama Paralela (Pag 30)

8- Jogos e Diversão (Pag 30-55)

9- Midpoint (Pag 55)

10- Vilões Fecham o Cerco (Pag 55-75)

11- Tudo Está Perdido (Pag 75)

12- A Noite Escura da Alma (Pag 75-85)

13- Quebra do Segundo Ato (Pag 85)

14- Finale (Pag 85-110)

15- Imagem Final (Pag 110)

 

Alguns Beats tem nomes confusos, Isso porque Snyder batizou cada um deles de acordo com a sua própria representação. Acredite, mesmo que você não saiba o que “Noite Escura da Alma” signifique, você provavelmente já viu mais de mil vezes.

 

1 - IMAGEM INICIAL – Sabe aquele ditado que diz “A Primeira Impressão é a que fica”? Isso se aplica para os roteiros de cinema. A imagem inicial define o Gênero, o Tom e o Conteúdo do filme. A Imagem Inicial é um SET UP, que vai ser pago com a IMAGEM FINAL do filme.

 

2- DECLARAÇÃO DO TEMA – Geralmente, nas primeiras 5 páginas de um roteiro bem estruturado, alguém (Não o protagonista) vai levantar uma questão ou fazer uma declaração que será o TEMA do filme. “Cuidado com o que você deseja”, “Família é mais importante que dinheiro”, “A noite sempre é mais escura antes do amanhecer”. Esses são só alguns exemplos de temas que são declarados no início do filme. Um comentário que o protagonista não entende muito bem no início, mas que vai ter repercussão forte no final da história.

 

3- SET UP – As primeiras 10 páginas do seu roteiro é o seu SET UP. Essa é a parte em que ou você me prende na história, ou perde meu interesse. Roteiros que não conseguem cativar nas primeiras 10 páginas estão fadados a lata de lixo dos studios, por isso dedique uma atenção redobrada para o início da sua história. Use essas página para apresentar os personagens principais do filme. Pode prestar atenção, a maioria dos roteiros apresenta ou referencia seus personagens nas primeiras 10 páginas. Aqui você também deve incluir todos os pequenos set ups que vão ter pay offs no final, como as falhas de caráter do herói e a personalidade dos personagens e as motivações do vilão.

 

4- O CATALISADOR – Também conhecido como Incidente Inicial. O telefonema que Tom Cruise recebe avisando que seu pai morreu no início de RAIN MAN, ou o jantar onde Reese Witherspoon é abandonada pelo namorado em LEGALMENTE LOIRA são exemplos de incidentes iniciais. É o acontecimento que catapulta o herói em direção a história.

 

5- O DEBATE – O espaço entre a pagina 15 e o fim do primeiro ato, equivale, mais ou menos aos Beats “Recusa do Chamado” e Consultando o Mentor” da Jornada do Herói. É a última chance do protagonista de ponderar sobre a missão a frente, questionar se vai dar certo e receber incentivos ou obstáculos dos demais personagens. Essa é a hora em que o protagonista se revela. Que tipo de herói ele é? Um herói destemido que enfrenta os perigos sem se importar com a própria vida, ou um herói relutante, que não quer realizar a missão, mas não tem escolha?

 

6- QUEBRA DO PRIMEIRO ATO – Marca o fim do primeiro ato e o início do segunda. É quando a história começa de fato e o herói inicia a sua jornada. É o momento em que o protagonista deixa o seu Mundo Comum, para ingressar no mundo da aventura, que deve ser o completo oposto.

 

7- TRAMA PARALELA – Na maioria dos roteiros, o plot B é a “História de Amor”. Também é a história que carrega consigo o TEMA do filme.

 

8- JOGOS E DIVERSÃO – Esse é o momento onde o filme CUMPRE O QUE PROMETE. Se é um filme do Homem Aranha, é nesse segmento que vemos o herói fazendo o que ele faz de melhor, seja capturar bandidos, resolver enigmas ou qualquer que seja sua habilidade especial. Sabe aquela cena legal que você imaginou? Esse é o momento de colocá-la no script.

 

9- MIDPOINT – Existem duas metades em um filme e o Midpoint marca a divisão. É o momento em que a trama muda totalmente de direção. O que parecia fácil agora se tornou impossível

 

10- VILÕES FECHAM O CERCO – A segunda metade do segundo ato é chamada assim porque ´o ponto em que o vilão (ou os vilões) começam a fechar o cerco em cima do herói. Existem várias interpretações, como no filme MENINAS MALVADAS, onde Lindsey Lohan consegue “derrotar” a Patricinha da Escola no Midpoint, apenas para se tornar tão cruel e malvada quanto a vilã, mostrando que o poder corrompe, por menor que seja.

 

11- TUDO ESTÁ PERDIDO - “E Agora, o que ele vai fazer?” Essa é a pergunta que define o momento. Como quando Indiana Jones é preso em uma tumba cheia de serpentes em Caçadores da Arca Perdida. James Bond é capturado pelo vilão em uma armadilha tão sofisticada que é impossível escapar. Esse é o momento da falsa derrota do herói, como quando Rocky Balboa parece que vai ser nocauteado e que não aguenta mais lutar.

 

12- A NOITE ESCURA DA ALMA – Logo depois da falsa derrota, o herói está quase sem esperanças. Como ele se sente? O que isso significa pra ele? A derrota é uma opção? A cena pode ter 5 segundos ou dois minutos, mas ela está lá e é vital para a superação do herói. É nesse momento em que o herói retorna ao TEMA do filme, aquela pergunta que ele não sabia responder no início, mas que agora ganhou um novo significado. “A Noite é sempre mais escura antes do amanhecer”. Exatamente!

 

13- QUEBRA DO SEGUNDO ATO – TCHA-RAM! A Solução! Graças aos acontecimentos da trama paralela e ao DEBATE que o herói teve com seus aliados ele agora entende o que deve fazer para superar o desafio supremo da história. Esse é o momento em que a trama principal (PLOT A) e a trama paralela (PLOT B) se tornam uma só.

 

14- FINALE – O Terceiro Ato é quando você vai resolver toda a situação. Aqui cabe o CLÍMAX, a Batalha principal que o herói deve travar, bem como a sua RESOLUÇÃO. Aqui o Herói derrota todos os vilões, conquista o coração da mocinha e evolui no processo.

 

15- IMAGEM FINAL – Como falei antes, a imagem final é o completo oposto da inicial. Mostra o NOVO EQUILÍBRIO em que o herói se encontra. Ele agora têm as respostas para seguir com a sua vida e o conflito tema da história não existe mais. A cena final também determina o que o público vai levar consigo na hora que sair do cinema. Qual a mensagem final do filme? O que aprendemos com a jornada?

 

Bom, esses são os elementos da Beat Sheet de Blake Snyder, presente no seu livro e manual de roteiro Save the Cat. Deixe seus comentários e dúvidas na fanpage do Roteirista Empreendedor no Facebook e me diga o que achou do modelo estrutural de Blake Snyder.

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com