ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

5 Roteiros de Horror para Ler e Estudar.

06.11.2016

Em homenagem ao Halloween, 5 roteiros de horror para quem quiser ler ou estudar. para quem quer saber como colocar suspense e tensão direto no papel. Então aproveite e comece a leitura.

 

1. Pânico (Scream)

 

Ao escrever o set up de um roteiro de horror, você pode, geralmente optar por dois caminhos:

- Uma imersão lenta, que intriga o leitor cada vez mais e os traz para perto das vidas dos protagonistas, ou

- Uma cena chocante de abertura que imediatamente fisga o leitor e dita o tom do filme.

 

O roteirista de Pânico, Kevin Williamson optou pelo segundo caminho no que acabou se tornando uma das cenas mais icônicas do cinema de horror.

 

Embora tenha sido infinitamente copiada e satirizada, ainda dá pra lembrar o impacto que foi assistir a essa cena pela primeira vez. Se você decidir começar seu roteiro com uma cena chocante, provavelmente não há melhor lugar para buscar inspiração do que estudando o roteiro de Pânico.

 Ao desconstruir essa cena, dá pra ver como Williamson gradativamente aumenta a tensão - progredindo desde Drew Barrymore flertando com um estranho ao telefone, até ela fugindo por sua vida.

 

Toda grande cena em um roteiro de horror deve sempre mudar a carga dramática de positiva para negativa, ou vice versa.

 

Baixe e leia o roteiro de Pânico

 

2. Corrente do Mal (It Follows)

 

Um roteiro incrivelmente polido e original escrito por David Robert Mitchell e foi apenas o seu segundo roteiro, depois do drama "The Myth of the American Sleepover"

 

Quando se escreve um filme de horror, é muito importante, desde o começo, estabelecer um tom. Preste atenção na abertura de Corrente do Mal.

 Não apenas o tom é estabelecido logo no início, mas somos jogados em uma situação, com um personagem em ação - Uma garota tentando fugir de algo invisível em uma rua de subúrbio a noite. Com todos esses elementos, estamos fisgados.

 

tente evitar aberturas estáticas ou paradas, onde apenas vemos personagens fazendo nada. Nos conecte com nosso medo mais primal, como Mitchell faz nesse texto. Nos coloque na posição do protagonista e nos coloque em ação.

 

Baixe e leia o roteiro de Corrente do Mal

 

3. O Chamado (The Ring)

 

Se você está escrevendo um roteiro de horror, é importante que suas habilidades de escrita sejam suficientes para provocar medo no leitor. Por exemplo, inevitavelmente você vai escrever uma cena com alguém espreitando um corredor vazio, e lendo roteiros como o de O Chamado, escrito por Ehren Kruger e Scott Frank, você vai aprender como fazer.

 

Nesta cena, Rachel acorda com um sentimento de inquietação em relação ao seu filho.

 Note o uso do CAPS, as elipses, os traços, até o "mini cabeçalho" AND FIND AIDAN AT THE TV.  Isso é grande "storytelling" e você pode incorporar algumas dessas técnicas em seu próprio estilo para diferenciar-se da multidão.

 

Baixe e leia o roteiro de O Chamado

 

4. O Iluminado (The Shining)

 

A única versão do roteiro desse clássico do horror de Stanley Kubrick e Diane Johnson é um roteiro de produção. Portanto não se espante de ver posicionamentos de câmera e indicações no roteiro. Isso não é recomendado para roteiros literários, muito menos para roteiristas iniciantes.

 

No entanto, o roteiro é bom demais para deixar passar para qualquer roteirista que queira dominar o gênero do horror.

 

Eis um trecho da famosa cena onde Wendy recua pela escada girando um bastão de baseball contra um misteriosamente malvado Jack.

 Vale a pena ler o roteiro e perceber que no papel, o foco é muito mais em Danny e seu amigo imaginário do que em Jack, e sua decadência para o mal. Mais do que na versão final do filme.

 

Baixe e leia o roteiro de O Iluminado

 

5. Annabelle

 

Claro que horror não é apenas sangue e choque. As vezes precisamos escrever cenas calmas e introspectivas, assim como essa grande cena, do spin off de A Evocação - Annabelle.

 O roteiro foi escrito por Gary Dauberman e sinaliza a sua chegada como um roteirista procurado em Hollywood, depois de alguns filmes B no currículo. Ele tem um estilo minimalista, com frases quebradas, e as vezes empilhadas no canto esquerdo como uma lista.

 

É um estilo interessante, mas não é para qualquer um. Leia e tire suas próprias conclusões.

 

Baixe e leia o roteiro de Annabelle.

 

E você? Qual o seu roteiro de horror favorito? O que você aprendeu lendo roteiros do gênero. Deixe seu comentário na nossa Fanpage.

Fonte:

 

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com