ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Os Fundamentos de uma Comédia Romântica.

17.08.2017

 

Comédias Românticas são uma outra aposta muito "segura" para aqueles que querem ingressar no mercado, especialmente no mercado de MOW, Filmes feitos para a TV. Além de ser um gênero que está sempre em alta, as comédias românticas são responsáveis por revelar grandes talentos. Normalmente, atores e atrizes que se destacam nas RomCom's americanas ganham o título de "Queridinhos da América", título que já pertenceu a Ashley Judd, Meg Ryan, Tom Hanks, Gerard Butler, Julia Roberts, Richard Gere entre outros. Um gênero que revela galãs e estrelas.

 

Observando e assistindo muitas RomCom's, é possível identificar os ingredientes que funcionam nesse tipo de filme e é isso que vamos analisar aqui hoje.

 

Antes de continuar, é bom deixar claro que essas convenções não são regras. Elas são resultado de estudo e observação. Se você já sabe escrever uma comédia romântica, bom pra você. Mas se você não sabe por onde começar, talvez isso ajude a abrir seus horizontes e a apontá-lo na direção certa.

 

Durante muito tempo, comédias românticas foram - e ainda são - conhecidas como "Chick Flicks", ou no velho português, "Filmes para Garotas", já que esse é sem dúvida o maior demográfico consumidor do gênero, porém não o único. Com o passar dos anos, as comédias românticas passaram a mirar em outro tipo de demográfico, adolescentes de ambos os sexos. Jovens com hormônios em ebulição consomem muitas histórias sobre relacionamentos. Observando isso, comédias românticas passaram a ser também direcionadas para o público adolescente. Os ambientes de trabalho deram lugar as escolas secundárias ou universidades e um novo sub-gênero nasceu. O primeiro ponto que define uma comédia romântica é a audiência. Você precisa conhecer o público pra quem você escreve.

 

O Pai de todas as comédias românticas na minha humilde opinião foi William Shakespeare e seu clássico Sonho de uma Noite de Verão, que até hoje é usado como modelo e inspiração do gênero. Shakespeare criou uma série de pilares que são seguidos até hoje na criação do plot de uma comédia romântica.

 

- Duas Pessoas se conhecem (Boy + Girl, Girl + Girl, Boy + Boy) normalmente de forma cômica e charmosa. Esse encontro é chamado de "MEET CUTE".

- Eles fazem parte de universos diferentes e um deles normalmente já tem um relacionamento problemático que leva adiante por pura pressão social.

- Eles se separam, devido a um obstáculo, discussão ou briga.

- Apesar de parecerem tão diferentes, existem muitas pistas de que eles se gostam e que formariam um bom casal.

- Enquanto estão separados, um deles se dá conta do erro que foi a separação.

- Essa pessoa passa por muitos apuros e altas confusões para declarar seu amor. O chamado Grande Gesto.

- Eles declaram seu amor e vivem felizes para sempre... OU NÃO. No final, quando o casal não fica junto, assistimos uma "Platonic Comedy", ou comédia platônica, como é o caso de "500 Dias com Ela."

 

O encontro inicial - MEET CUTE - segundo o aclamado crítico Roger Ebert é parte crucial de uma comédia romântica. eis alguns exemplos clássicos.

 

Notting Hill - Hugh Grant derrama suco de laranja em Julia Roberts.

Serendipity - John Cusack e Kate Backinsale escolhem o mesmo par de luvas na loja.

 

Os personagens de uma comédia romântica, segundo a teoria de Vladimir Propp, seguem alguns arquétipos clássicos:

 

1- O Vilão. Ele vai de encontro aos objetivos do Herói.

2- O Despachante. Ele lança o Herói em sua jornada romântica. Normalmente o melhor amigo ou amiga.

3- O ajudante Mágico. Aquele que ajuda o Herói em sua jornada.

4- O Príncipe/Princesa. A pessoa que o herói deseja mas não pode alcançar, normalmente por causa do vilão.

5- O Sogro. Aquele que é o Guardião da princesa. Ele auxilia o herói e identifica o Falso-Herói.

6- O Herói/Heroina. Aquele que toma para si a missão de conquistar a pessoa amada.

7- O Falso-Herói. Aquele que toma crédito pelas ações do herói e tenta se casar com a princesa.

 

Se formos falar de RomCom's adolescentes, os arquétipos são ligeiramente diferentes.

 

- O Popular

- A Princesa

- O Nerd

- O Rebelde

- O Excluido

- O Cara/Garota normal

- O Novato/Novata

- O Solitário

 

Você pode observar esses arquétipos em filmes clássicos como "Te Pego lá Fora", Dazed and Confused", "Freaks and geeks", "10 Coisas que eu Odeio em Você", "American Pie", Meninas Malvadas entre outros.

 

Para se conectar com o público alvo, comédias românticas são recheadas de músicas pop atuais e contam com os atores da moda. São filmes normalmente baratos e de baixo orçamento e se feitos e maneira certa rendem MUITO dinheiro.

 

A coisa fica realmente interessante quando falamos de comédias românticas feitas para a TV. "Mas quem assiste isso?" você pergunta. Muita gente! por incrível que pareça, filmes feitos para a TV são garantia de sucesso, já que possuem audiência garantida. Canais como Hallmark e Fox Life se especializam nesse tipo de produção e encomendam dezenas de filmes todos os anos.

 

Comédias românticas também podem ser combinadas com outros gêneros. Temos RomCom's de Ação (Encontro Explosivo), RomCom's de Animação (Todos os contos da Disney), de suspense (Match Point) e qualquer outro gênero que você conseguir imaginar.

 

E você? Qual a sua comédia romântica favorita e por que? Deixe sua resposta nos comentários abaixo ou na nossa Fanpage.

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com