ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Para o Alto e Avante! - Escrevendo Supergirl

15.02.2018

 

Ano passado eu tive que renovar meu portfólio e comecei a escrever novos produtos, entre eles um novo longa "The Old Bug" que já foi negociado com a Odyssey, e um Spec de Supergirl que fiz para participar de concursos e fellowships.

 

Em 2016 eu já tinha escrito um spec de Arrow que foi bastante premiado mundo afora e me sentia confortável escrevendo para esse formato. O problema é que eu nunca tinha assistido Supergirl.

 

Confesso que estava cansado de heróis sofredores, que sofreram traumas na infância... Sempre gostei do Superman, que embora também tenha seus traumas, é uma pessoa boa, que foi criado com valores familiares da vida simples do campo.

 

Mas enfim. Vou compartilhar um pouco com vocês como foi essa experiência que ainda está rolando. "Numb", ainda está concorrendo am alguns festivais de renome internacional e quem sabe ainda consegue papar alguns prêmios.

 

PRA QUE SERVE UM SPEC?

Um Spec é um episódio escrito por você para uma série existente, é quase que uma "fanfic" e o objetivo é mostrar que o roteirista tem pleno domínio do formato, da narrativa do show e dos personagens principais, além de mostrar sua capacidade de criar histórias dentro de limitações narrativas e orçamentárias. Mas não basta só escrever QUALQUER coisa. Um spec tem umas regras básicas que PRECISAM ser seguidas.

 

Seu spec precisa estar na temporada ATUAL da série. Um spec de "Friends", por exemplo não vale de nada, já que a série já acabou faz tempo. Sua série precisa estar no ar atualmente, pelo menos na segunda temporada.

 

Seu Spec não pode ser o "último episódio exibido" Ele deve se encaixar entre dois episódios já existentes da temporada. Você como roteirista tem a obrigação de fazer seu spec terminar pronto para o episódio seguinte.

 

Seu spec não pode ser o Season Finale, pelo mesmo motivo descrito acima. Ele precisa acabar deixando o gancho para o próximo episódio. Não pode ser gancho pra próxima temporada.

 

Você não pode matar nenhum personagem.

 

você não pode reescrever o cânone do personagem. Se a Supergirl veio de Krypton, você não pode inventar uma nova origem pra ela.

 

Você precisa utilizar TODOS os personagens do elenco principal. Esses atores têm por contrato cláusulas que os garantem participação em TODOS os episódios. Por isso você também não pode escrever um episódio onde apenas dois personagens aparecem.

 

 

Seu episódio precisa ser um "stand alone", ou seja, uma história com começo meio e fim. Pense em obras episódicas, como o "vilão da semana" ou o "caso do dia".

 

Com essas dicas em mente, eu parti na minha jornada para escrever Supergirl e mergulhei de cabeça na série. Para a minha surpresa, Supergirl é uma série fofa, pra cima e com um clima de história em quadrinhos realmente genuíno. Eu me sinto lendo HQ's quando assisto Supergirl.

 

Em um SPEC, você já tem as peças do jogo e seu trabalho é fazer com que essas peças interajam de maneira interessante, seguindo as convenções do gênero, do público e da mídia. Antes de tudo é preciso entender pra quem a série é escrita. Quando eu escolhi escrever Supergirl, eu sabia exatamente pra quem eu NÃO ESTAVA escrevendo.

 

Comecei a trabalhar uma idéia que brotou do fracasso de "Batman v Superman". Queria colocar a Supergirl do outro lado da "guerra". Se ela representa o sistema, queria que o povo estivesse do outro lado e levantar a questão central do episódio, "Quem a Supergirl representa?"

 

Pra isso fui pensar no que eu queria que Batman V Superman tivesse sido. Um vigilante que faz justiça violenta com as próprias mãos, mas que protege os fracos e oprimidos, vs a Supergirl, que prende assaltantes de bancos no centro da cidade. O que acontece com a garota de aço quando o povo da cidade escolhe o herói mais violento? Pra quem é nerd de verdade, consegue ver que me inspirei diretamente em "O reino do Amanhã", onde Superman tem um conflito parecido.

 

Assim o núcleo do episódio estava criado. Supergirl vai ter que enfrentar um vigilante que não segue as regras, principalmente a de não matar. mas quem pode sair no tapa com uma kryptoniana e viver pra contar a história?

 

Assim nasceu GERTIE, uma jovem menina negra e pobre que trabalha como mecânica na parte pobre de National City. Depois de perder seu irmão para as gangues da cidade, ela passa a ficar "dormente". Ela deixa de sentir dor. Unindo isso com uma proficiência em artes marciais a torna uma perfeita máquina de combate, capaz de quebrar ossos como se fossem gravetos e reagir a tiros e facadas como se nada fossem. Daí veio a origem do título: NUMB.

 

A única coisa que pode impedir Supergirl de vencer o combate é a própria Supergirl. Ela é limitada pela sua moral e pelos seus valores e contra uma pessoa que não sente dor, toda a força do mundo é inútil. Pelas palavras da própria Gertie: "Você não pode me levar sem me quebrar". para levar Gertie presa, Supergirl vai ter que usar de violência e talvez quebrar sua única regra.

 

Dentro dessa idéia governante precisei encaixar as subtramas com o resto dos personagens principais da série. Cat Grant, James Olsen, Winn, Lucy Lane e todo o núcleo da DEO.

 

Todo o conflito do episódio surgiu do fato de que após uma pesquisa, a população escolhe a nova vigilante que realmente resolve os problemas e olha pelos pobres do que Supergirl, que protege os ricos no centro de national city. Isso faz com que Supergirl reflita sobre o seu verdadeiro lugar na sociedade e quem ela realmente representa.

 

Se você gosta e assiste Supergirl, pode conferir o spec "NUMB" clicando aqui. Fique a vontade para deixar seu feedback com críticas e opiniões. Elas são muito bem vindas.

 

Você já escreveu seu SPEC para 2018? Qual seriado você acha que escreveria bem? Deixe seu recado e vamos alimentar o debate.

 

 

 

 

 

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com