ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Plots Reciclados - Jurassic World Fallen Kingdom

20.09.2018

 

Recentemente eu assisti o segundo filme da nova franquia Jurassic World e para ser bem sincero, foi bom eu ter perdido esse filme no cinema, porque eu teria gostado menos ainda se tivesse pago ingresso pra assistir.

 

O Filme não é ruim no sentido literal da palavra. É um filme com qualidade, orçamento e valor de produção de primeiro nível, mas nada que não tenhamos visto antes.

 

na verdade, nós já vimos esse filme antes. Se chamava The Lost World. Isso me levou a pensar que isso não é exclusividade da Universal, uma vez que a Disney vem reciclando os plots de Star Wars na nova franquia e fazendo rios de dinheiro com isso. A Universal apenas reproduz uma estratégia que eu vou chamar aqui de O MÉTODO KENNEDY.

 

Trata-se de pegar um filme anterior da franquia e reescrever as cenas, mas mantendo o plot principal, causando uma sensação de deja vu em quem assiste. Assim como O Despertar da Força repete Uma Nova Esperança, Jurassic World Fallen Kingdon repete The Lost World e eu vou te mostrar como.

 

- O filme começa com um personagem conhecido da franquia introduzindo uma tese que vai ser refutada durante todo o filme. 

- Um grupo de especialistas e ativistas são enviados para salvar os dinossauros que estão ameaçados em uma ilha isolada.

 

- Porém, um milionário ganancioso usa a expedição para enviar um esquadrão paramilitar que pretende caçar e capturas os dinossauros para leva-los ao continente.

 

- Durante a operação na Ilha, um dinossauro é ferido e necessita de atendimento veterinário dos humanos.

- Os mocinhos são derrotados e os vilões têm sucesso em transportar os dinossauros para o continente.

- Chegando no continente, se inicia o plano sórdido do milionário ganancioso que nada mais é do que ganhar dinheiro em cima dos dinossauros.

 

- Os dinossauros escapam e agora estão a solta na cidade.

 

Parece familiar? Eu acabei de descrever o plot the The Lost World, - O Reino Perdido, continuação de Jurassic Park.

 

mas enquanto em Lost World tivemos uma cena épica de um T-Rex andando pelas ruas de San Diego, aqui a ação é muito mais simplória e limitada. nada de novo

 

Que Hollywood recicla plots, a gente já sabia, que existem fórmulas, a gente já sabe e como eu mesmo disse, fórmulas existem por que funcionam.

 

Mas elas não funcionam sozinhas. Fórmulas só funcionam se forem para dar suporte a PERSONAGENS interessantes com conflitos reais. Do contrário é só masturbação.

 

E essa foi a falha da Universal. Ela quis repetir uma fórmula que "deu certo" - entre aspas porque mesmo The lost World é infinitamente inferior ao seu predecessor. - mas que não deu tão certo assim e ainda por cima não quis fazer nada mais além disso.

 

Lembram das crianças em Jurassic Park? Claro que lembra. Eram personagens tridimensionais. Lembra da cena do garoto preso no carro, pendurado na árvore com vergonha de sair porque não queria que ninguém soubesse que ele tinha vomitado? Esse é um conflito que eu comprei e compro até hoje.

 

As crianças de Jurassic World não servem propósito nenhum. Estão sempre distraídos e entediados, o que pode refletir a juventude de hoje em dia, mas que não vende o espírito de aventura e fantasia que representa Jurassic Park.

 

É possível reciclar um plot de forma bem feita? sim! Pergunte a Pocahontas, O Último dos Moicanos, Dança com Lobos e avatar, todos vencedores de prêmios.

 

veja o exemplo de Velozes e Furiosos, que pegou um plot que já existia - Caçadores de emoção - E explorou aquela idéia de formas que o próprio filme original jamais sonhou. Tanto que o próprio remake de Caçadores de Emoção (Point Break) ficou muito aquém da franquia do Vin Diesel.

 

O segredo - que não é segredo pra ninguém - é usar as ferramentas que você tiver a sua disposição para dar SUPORTE aos personagens. Se você, roteirista, recebe de um estúdio um plot pronto para desenvolver, o seu trabalho real é criar personagens e conflitos dentro dos limites daquele plot. Não simplesmente seguir o plot de forma mecânica.

 

Ao contrário do que os radicais gostam de pensar, A técnica e as fórmulas não são inimigas da criatividade. Você pode criar personagens profundos que criam conexão com o público, pode discutir temas importantes e levantar discussões essenciais e ainda assim usar esses modelos de sucesso como ferramentas para acentuar o seu trabalho, mas nunca como pilares de sustentação.

 

E é preciso saber o que é mais importante, tentar capitalizar em uma fórmula que já deu certo ou arriscar em uma nova franquia? Um executivo competente, prefere apostar na certeza de uma fórmula, um audacioso prefere criar uma franquia que vai crescer pelos próximos 10 anos.

 

O que você achou de Jurassic World Fallen Kingdon? Gostou? Discorda dos meus pontos? Deixe seu comentário e vamos falar sobre isso.

 

 

 

 

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com