ROTEIRISTA

EMPREENDEDOR

Quando Menos é MAIS!

11.03.2019

 

 

Já teve a sensação que a sua história não está indo a lugar nenhum? Que você está escrevendo e a cada linha ela se complica mais e mais e você não tem noção de como desembaralhar as tramas e dar uma conclusão? Talvez você esteja falando mais do que a sua boca pode emitir, é bom saber o momento de reavaliar seus objetivos e economizar tempo, hoje vamos falar quando menos é mais.

 

“Menos é mais”, você já deve ter ouvido essa expressão na sua vida, e ela possui vários significados dependendo do contexto, mas todos se redirecionam para a simplificação. Não adianta encher o prato se não comerá tudo, no nosso caso, não adianta encher a trama de personagens e subtramas se nem todas serão bem aproveitadas, isso ocasiona uma grande perda de tempo e energia do escritor, querer idealizar coisas complexas pode ser até seu objetivo, mas não é porque tem muito que é bom.

 

Muito provavelmente, assim como eu, tu já deve ter experimentado a seguinte situação: Durante o dia você teve uma PUTA ideia para um filme, você guarda ela na sua cabeça e vai pensando e bolando, chega à noite, não quer saber de mais nada, abre o seu software de escrita e já começa um novo roteiro, agora vai, este vai revolucionar o cinema brasileiro, tem tantos personagens tridimensionais e camadas complexas, aborda questões filosóficas e metalinguísticas para as mentes avançadas. Ok. Deu uma semana, você escreveu 30 páginas e não sabe mais o que fazer, provavelmente você chegou a uma bifurcação, ou você já escreveu tudo que tinha pensado, ou não sabe pra onde esse roteiro está indo.

 

Tudo bem, isso é mais normal do que imagina, provavelmente todo storyteller já deve ter vivido um episódio assim, mas por que isso aconteceu? Simples, você trocou qualidade por quantidade. Pera lá? Como assim?? Meu roteiro abordava questões raciais, politicas, filosóficas, físicas... Viu?! Se você não percebeu, seu cérebro te enganou, ele trocou os papeis, ele acha que algo complexo é algo que tem muitas facetas, muitos assuntos. E não é bem assim.

 

Veja, as melhores coisas do mundo são simples, você pode resumir rapidamente, mas não é por isso que deixou de ter significância. O bom escritor tem que definir seus objetivos dentro daquela história que ele está contando, qual o seu tema, seu protagonista, tom, etc. E não é simplesmente defini-los, eles têm que se intercalar e complementar-se. E é aí que entramos na questão de menos é mais. Todo primeiro tratamento tem mais do que ele precisa ter, e nos vamos cortando, arredondando, é muito fácil se perde em um universo de personagens e tramas quando nós deveríamos estar focando naquilo o que a história tem a contar. 

 

E como evitar de se perder no meio da escrita?

 

Veja, como tudo nessa vida, o melhor a se fazer é planejar. Sabe o Batman? A fandom dele sempre defende que ele pode derrotar qualquer ser apenas com preparo. Então incorpore um Bruce Wayne. Se prepare! Voltando aquele exemplo de cima, se ao invés de você pular da ideia pro roteiro escrevesse primeiro uma ficha de todos os personagens, um argumento e depois fizesse uma escaleta deixando claro o que você quer passar em cada cena, muito provavelmente você encontrará a voz ideal do seu projeto, não tente ser tudo, é muito fácil ser ruim em muitas coisas, mas é ainda mais fácil ser bom em uma coisa, e é isso que pesará na sua história, encontre o tema dela e foque naquilo, aparre as arestas, menos é mais!
 

Tags:

Please reload

O MELHOR PONTO DE PARTIDA

PARA NOVOS ROTEIRISTAS

Contato

Av. Bernardo Vieira de Melo, 2143 lj 07 

cxpst 023, Jaboatão dos Guararapes-PE

54410-010

roteiristaempreendedor@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© Copyright 2015 Roteirista Empreendedor

Labonia Photo & Video LTDA. - www.roteiristaempreendedor.com

Contato Imprensa e Apoio - roteiristaempreendedor@gmail.com